segunda-feira, 30 de maio de 2016

Opinião: A Violência Contra Mulher e o Feminismo








Hoje bem cedo, acordei e fui ver tv, e o tempo de 30 minutos que passei na frente da tv mostrou dois casos de violência à mulher: o primeiro foi caso da menina que sofreu abuso sexual por mais de 30 caras e depois de uma moça que foi joga de uma altura de 10 metros, apos sofrer agressão do namorado. 

Todos os dias se você assiste jornal é sempre a mesma chamada: agressão/morte/violência de alguma mulher. Pare um momento do seu dia, ou nem é preciso tanto pra ver esses casos. Um telejornal que mostra isso diariamente é o cidade alerta, assiste pra ver o numero de casos passionais.

Fiquei meio sentida vendo sobre esses casos e vim olhar a internet e aqui as coisas não mudaram muito em termo de ataque e agressão a mulher. 




Muito se tem falando do caso da agressão sofrida pela atriz, Amber Heard. Que foi agredida (poderia ser supostamente, mas existem provas e denuncia o que já entrega a culpa do acusado) Que mesmo com toda a situação exposta, precisa de mais que marcas de agressão, a super exposição e a denuncia para as pessoas acreditem nela. Mesmo uma atriz bem sucedida e promissora como ela sofre esse tipo de coisa.

De um lado ela e as provas e do outro apenas o silêncio do acusado, Johnny Depp e pessoas do meio familiar defendendo ele. Como se todos os agressores também não fosse bons pais, filhos e irmãos... 

De um lado as provas e registros da agressão e do outro apenas uma longa carreira e fãs de um ator.

 Percebemos que o fanatismo chega a cegar e que as pessoas confundem personagem e o ser humano real. Por que a mulher sempre tem de provar ate o ultimo momento que tá com a verdade e ele só precisa de fãs e a carreira dele e nada mais pra ser inocente? 

Por outro lado, acompanhando o outro caso da menina e os 30 caras, vi nas noticias que mesmo com provas gravadas, ainda assim o delegado acha que a culpa é dela. 



Por mais que a menina tenha envolvimento com drogas ou com o crime, nada justifica tamanha barbárie. E o caso dela serve para ilustrar vários tipos de violências que acontecem todos os dias com outras vitimas anônimas que não tem tanta visibilidade. Dá pra compreender o porque esse caso merece visibilidade e solução, o porque é necessário discutir violência contra a mulher? O porquê é necessário desconstruir o machismo?

 Machismo mata todo dia! Esse caso não é mais e nem menos importante que outros, ele apenas ilustras outra vários casos diários de abuso e violência. Talvez isso não entre muito na cabeça de algumas pessoas que acham que pela midia ta focando só esse caso, só esse é importante. 

E para piorar tudo, vendo a entrevista dessa moça é ver que nem a própria vitima acredita em justiça ou na solução do caso. Eu sempre defendi e estudei as ideias feministas, mas nunca em toda minha vida me senti na obrigação de usar esse termo ao me definir em uma conversa com alguém e me posicionar de fato como Feminista. mas a cada dia eu vejo a importância que o feminismo se faz na minha vida e na vida de tantas pessoas que não se calam e reclamam seja sendo contra aqueles post idiotas que sempre tem nas redes sociais ou em sites que tentam isentar os culpados. Mulheres que postam texto que nos dão a  visibilidade do problema e mostram soluções ou melhoras do problema.




Por que sempre a mulher leva a culpa? Eu acredito que esses casos servem para que nós tenhamos mais união e força dentro de um movimento de ideias feministas ou de genero, para que novas mulheres venham somar e procurar entender ao invés de se posicionar contra o que nem conhecem de fato! Se você nasce mulher, você já é feminista... é estranho você não lutar pelos seus próprios direitos e sua sobrevivência. Eu só espero que estes casos abram os olhos das pessoas.

Eu precisei escrever esse texto pra tirar esse peso de reflexão desse dia. Eu acredito que tudo que eu aprendi e estudei, os anos de grupo de estudos, leituras, rodas de conversas serviram pra alguma coisa e vão servir ainda mais na minha vida e de pessoas que convivem comigo. Eu acredito que as próximas gerações terão um lugar melhor pra viverem, assim como muito se melhorou desde que feminismo começou a ser discutido e começou a haver a desconstrução do machismo. 

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Curiosidades sobre Jason: Sexta-Feira 13



Sexta-feira 13 é uma franquia de filmes de terror com mais de 12 filmes, desde os anos 80, que popularizou seu principal personagem Jason, como ícone da cultura popular (quem não reconhece aquela mascara estampada em camisetas, chaveiros e etc?). E hoje como é sexta 13, dia oficial do azar, sim! Mas que remete também a franquia de filmes! E melhor que falar de azar é falar de filmes de terror que fizeram parte da nossa infância/adolescência e imaginário ao longo dos anos :) 

Dai, o blog resolveu lembrar alguns momentos e curiosidades sobre esse personagem tão amado pelos fãs de terror/gore e muito temido também ahahhahahahh




1- Jason Voorhees nasceu em 24 de Março de 1975. Apareceu, brevemente pela primeira vez no filme Friday the 13th de 1980, como o único filho da senhora Voorhees, uma cozinheira assassina que trabalha num campo de férias em Crystal Lake. 

2- Ele teria se afogado em 13 de junho de 1958, em Crystal Lake, por negligência dos monitores que cuidavam do acampamento feito ao redor do lago.  Jason então voltou dos mortos, tempos depois para vingar a morte de sua mãe.




3- Como deve-se imaginar a única pessoa que Jason já chegou a amar é sua mãe, Pamela Voorhees. Após ser decapitada, Jason guarda a sua cabeça em seu barraco.

4- Jason Voorhees já foi protagonista em várias revistas de humor, referenciado em vários filmes, parodiado em programas de televisão, inspiração para canções de bandas de rock e para a criação de  bandas e musicas de horror punk.




5- A característica do personagem é a utilização de uma máscara de hóquei para ocultar o rosto.

6- O maníaco ressuscitou mais seis vezes, as mais memoráveis são no espaço (Jason X) e pelo inimigo Freddy Krueger ("Freddy vs. Jason").




7- Jason raramente falou ao longo de seus filmes. Apenas no 9º filme, Jason diz  uma única palavra em toda sua vida. Ao se ver cercado pela polícia, ele diz: "Hã?", antes de ser baleado. Porém no final do filme, quando está possuindo o corpo de um policial, ele diz uma frase a Jessica : " Hey Jessica, solte a adaga. " porém já em outro corpo ;)




8- É revelado dois modos de "matar" Jason. O primeiro (de Jason Lives: Friday the 13th Part VI) é "matar" Jason do mesmo modo e no mesmo lugar onde morreu originalmente (ser afogado no Lago Cristal). O segundo (de Jason Goes to Hell: The Final Friday) é destruir seu coração, o qual é habitado por uma criatura que tem a aparência de um verme gigante (que aparece na capa do filme) que só pode ser destruído por pessoas que tem o mesmo sangue de Jason.

9- Jason praticamente é mais forte do que todos os assassinos famosos.




10- Jason, na maioria das vezes, mata suas vítimas com facas ou machados. Mas, algumas vezes, ele prefere usar suas próprias mãos para esmagar suas presas. Em alguns casos Jason dá em suas vítimas um abraço de urso tão forte que as quebra ao meio.


11- Matou 285 pessoas, sem contar as pessoas da estação espacial Solaris em Jason X. Levou cerca de 435 tiros, foi esfaqueado 106 vezes, cortado muitas vezes por Freddy Krueger, levou 20 machadadas




12- No seriado Todo Mundo Odeia o Chris ele aparece no sonho de Chris perguntando onde fica a mata mais próxima. Porém como Chris estava usando suas meias da sorte e ser Quinta-feira 12, Jason não lhe faz nenhum mal.

13-A História de Jason Será Contada em uma serie de tv baseada em Sexta Feira 13! O anúncio foi feito no já conhecido site de notícias Deadline, em entrevista com o diretor Sean S. Cunningham. ele disse:

“Jason Voorhees é um sinônimo do gênero de terror e planejamos fazer uma série sobre todo o seu legado com uma tomada provocante e atraente que se expande sobre as histórias que já aterrorizaram milhões de pessoas no mundo inteiro."

Vamos aguardar pra ver mais uma vez o Jason em ação e espero que não demore :)










segunda-feira, 9 de maio de 2016

.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: As Mulheres no Heavy Metal – Parte 3 (Década de 20...

.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: As Mulheres no Heavy Metal – Parte 3 (Década de 20...: A década de 2000 começou com duas tendências fortes no Heavy Metal: uma linha revivalista dos sons dos anos 80 (Hard e Metal Tradicional) ...

.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: As Mulheres no Heavy Metal – Parte 2 (Década de 19...

.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: As Mulheres no Heavy Metal – Parte 2 (Década de 19...: Na sociedade, atributos femininos são rotulados como: "suave ou fraco", introvertido, carinhoso, misterioso, emocional, dependen...

Teorias e Interpretações: I Follor Rivers - Lykke Li

Resolvi criar no blog uma parte pra falar sobre teorias que crio nesses devaneios da vida, seja sobre o que for, ate p dar uma vida no blog. Ele foi criado inicialmente p falar de musica e bandas femininas mas acabou passando os anos e hj temos muitos blogs assim e fui perdendo a vontade de postar. As vezes bate a inspiração de coisas que não tem nada a ver com nada, mas eu gosto tanto que tinha de dar alguma finalidade, uai.  :)


Pra começar resolvi usar essa teoria sobre a musica da Lykke Li, uma cantora que basicamente eu não ouço e não conheço além dessa musica. Mas numa dessas madrugadas da vida vendo videos com amigos no aleatória no youtube apareceu essa musica e prendeu muito a minha atenção para as cenas do videoclipe em si, como estudante de Filosofia analisei e criei minhas ideias. dei uma pesquisadinha sobre a musica e foi dito o seguinte sobre a musica e que também achei relevante observar aqui pq são boas interpretações do vídeo e musica em si:

"A música fala sobre uma mulher que considera o homem que ela ama como se fosse tudo para ela e por isso ela quer que ele 'seja somente dela' e pra ficar com ele, ela é capaz de segui-lo para qualquer lugar que ele for." ou coisas mais sombrias como "ela seria a morte, pois ele está claramente fugindo dela e ele fica realmente triste quando eles se encontram. Ele está cansado e ele não quer beija-la, e o olhar dela no fim do clipe mostra como é um beijo falso", tbm veem a personagem que traja negro como um vampira sugadora:

"Eu achei este clipe com vários significados... por que falar de amor e estar de preto? e com o rosto coberto ... poderia estar trajada com outra roupa e com outra tonalidade... e no fim, ele fugindo dela e sem falar do olhar dela no final do clipe... achei bem assustador... deve ter algum outro significado este clipe... tenho certeza... achei ela com aparência de vampira ou algo assim... muito estranho..".

Questões de feminismo: "Li também que, como o ator tem traços de aparência do oriente médio, representaria, já que Lykke Li está vestida numa roupa que lembra a burca muçulmana, o atraso masculino por estes repreenderem as mulheres."

Também criei minha teoria sobre e que não é tão diferente das outras mas é meu ponto de vista:

O ambiente que é retratado no video é um lugar frio e de difícil acesso e caminhar. Como se fosse os obstáculos que as pessoas enfrentam ao longo de uma jornada do que elas tanto querem e perseguem.


O personagem masculino segue o caminho dele como se fugisse de alguma coisa ou alguém, isso é retratado pela figura obscura da cantora que inicialmente observa ele de longe. Com o passar ela vai enfrentando a tempestade de neve mas persegue ele constantemente, apesar disso. Ele com aparência cansada e assustada ao longo de todo o video que revela um certo desconforto com a presença dela.

Ela aos pouco se revela com a aparência obstinada do que ela quer e esta perseguindo e ele corre na floresta e pelos obstáculos que vão aparecendo. E ela o persegue mesmo assim, mesmo, sofrendo também com essa perseguição ou ate mais que ele, que é demonstrada quando ela corre descalça.


ela tá se machucando ao perseguir ele, o seu objetivo, mas custe o que custar ela continua. Apesar de todos os problemas que ela ultrapassa ao longo dessa jornada dificil, ela chega num lugar limpo onde vence ele pelo cansaço. A aparência dele não é das mais felizes, ela espera ele cair para finalmente ter ele para ela. E por fim quando se beijam o olhar dela é um olhar de cinismo, ou seja não é algo bom.

acredito que as vezes queremos coisas na vida e usamos vários meio p conseguir e perseguimos aquele objetivo, seja pessoas ou coisas e nem sempre vencemos ganhamos é claro! Mas quando existe uma obsessão ruim você é capaz de perseguir isso e ganhara de uma forma ou de outra, mesmo que isso não esteja de fato ligado a sua felicidade ou a da coisa/pessoa em si que você tanto persegue.


Pode ser que você esteja interferindo no seu caminho  e no caminho dela de forma ruim. O que torna as coisas muito pesadas, ja que existem pessoas que acreditam que por gostarem de alguém devem perseguir elas, seguir ate conseguir, mas isso as tornam pessoas vampiras, obscuras e possessivas que vão vencer o outro no cansaço e muitas vezes quando você não quer mais estar com alguém é enfrentar uma batalha para a manter afastada, porque existem pessoas que simplesmente não sabem lidar com a perda e um novo começo. São presas ao passado.


A forma mais fácil para você pode ser desistir de si para ficar e aceitar essa imposição agressiva e forçada por algum motivo. creio que muitas relação são levas na base do empurração e mesmo as pessoas não estado felizes elas se forçam a isso por algum motivo delas, mas esse nunca sera o caminho de felicidade ou com um bom final.

Acredito que por mais que você ame alguém deve deixar ela trilhar seu próprio caminho e você o seu. Isso ta ligado a felicidade de ambos, ou andam juntos ou cada um seu caminho. Seguir alguém nunca parece um caminho ou destino bom.






E ai qual a interpretação de vcs?


link dos textos usados como base:

http://nadandoemlivros.blogspot.com.br/2013/03/critica-musical-i-follow-rivers-lykke-li.html
 http://ameixacult.blogspot.com.br/2011/05/lykke-li-e-poesia.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...