domingo, 6 de abril de 2014

10 músicas sobre Layne Staley (Alice in Chains)


 

 Após 12 anos da morte de Layne, é visivel o quanto o cantor teve influência profunda na música de 2002 pra cá! Ele não é somente celebrado pelas faixas do Alice in Chains, mas também em músicas sobre ele gravadas por outros artistas dos mais variados gêneros dentro do rock. Layne foi um amigo e inspiração para muitos durante sua curta vida e influenciou outros a terem uma banda ou a cantar. Em homenagem a esse talentoso músico, o Loudwire selecionou as melhores canções escritas sobre a vida e a trágica morte de Layne Staley. Celebrando o cantor, o blog divulga a lista publicada na pagina AIC Brasil. Confira:


10 - "The Day Seattle Died" - Cold

O Cold decidiu prestar homenagem não só a Layne Staley, mas a outro músico de Seattle que também sucumbiu a seus demônios. A banda incluiu essa música em seu álbum "Year Of The Spider" como um tributo a Layne e Kurt Cobain. Muitos não entendem isso, porque Staley foi encontrado sem vida em 20 de abril de 2002, mas o responsável pela investigação estima que sua morte tenha ocorrido em 5 de abril - exatos 8 anos após a trágica morte de Kurt Cobain.

09 - "Layne" - Black Label Society

Exatamente 2 anos após o corpo de Layne ter sido encontrado (20 de abril de 2004), o Black Label Society lançou o "Hangover Music Vol. VI" - uma empreitada muito mais melancólica do que o BLS normalmente produz. Uma das músicas do álbum era intitulada "Layne", em homenagem ao vocalista do AIC. Ainda que não tão pungente quanto "In This River", a faixa que Zakk Wylde dedicou a seu amigo Dimebag Darrell menos de um ano antes, um solo de Zakk é uma despedida digna de respeito para qualquer um. A parte mais curiosa nessa faixa talvez seja o som, ao final, de batidas em uma porta - o que foi especulado como sendo uma representação simbólica da polícia batendo na porta de Staley antes de encontrá-lo sem vida ou do próprio Staley batendo na porta do céu.

 


08 - "Shadow" - Theory of a Deadman

Com todas as músicas sobre strippers, separações, e roubo de carros com crianças dentro - a música do Theory Of A Deadman inspirada na morte de Layne se perdeu na mixagem e acabou como uma faixa bônus do álbum "Scars and Souvenirs". Faixa de álbum ou não, a banda traz uma visão não caracteristicamente sombria para expressar a tristeza causada quando Staley "desapareceu".

07 - "Just a Bullet Away" - MetallicaA vida e morte de Staley foi uma das principais inspirações por trás do "Death Magnetic" - a banda até deixou uma foto de Layne pendurada no estúdio durante as gravações. "Liricamente, essa música começou um pouco como um tributo a Layne Staley e a todos aqueles que se martirizaram em nome do rock and roll", disse James Hetfield à Revista Guitar World. "Mas ela se desenvolveu e evoluiu a partir disso." Embora a homenagem deles a Layne não tenha sido incluída no álbum "Death Magnetic", ela foi mais tarde lançada no EP "Beyond Magnetic".
                                                                                 



06 - "Bargain Basement Howard Hughes" - Jerry Cantrell
 
Embora nunca tenha sido confirmado diretamente, essa faixa do "Degradation Trip" parece uma menção aberta de Jerry Cantrell a Layne por alguns motivos. Especificamente, o verso "Your life I belittle / Dignity I'd steal / Now I know how it feels." (Sua vida eu desprezo / A dignidade eu roubaria / Agora eu sei como é isso." Embora o álbum tenha sido lançado alguns meses após a morte de Staley, ele foi composto e gravado bem antes.
 



  05 - "Layne" - Staind

Não há dúvidas que o AIC inspirou um número de bandas pós-grunge, e você pode pôr o Staind nessa categoria. No dia em que Layne Staley daria seu último suspiro, o vocalista do Staind, Aaron Lewis testemunhou o nascimento de sua filha Zoe Jane. 5 de abril de 2002 se tornou a data que, a partir de
então, misturaria sentimentos em Lewis. A influência que

 o falecido vocalista tinha sobre Lewis nunca ficou mais clara que nessa faixa "Staleystica".


04 - "Died" - Alice in Chains

Embora ela não tenha sido na verdade escrita sobre Staley, na real ele escreveu a letra. É digna de nota no que diz respeito a ser a última música que ele gravou com a banda. Foi dito que essa faixa foi inspirada na morte da namorada de Layne, em 1996. Muitos acreditam que Staley nunca mais se recuperou da perda e isso só contribuiu para seu declínio. Enquanto a letra é sobre a perda pessoal de Layne, ela se torna estranhamente autobiográfica após sua morte - assim como "Nutshell" e outras tantas músicas do AIC.

 




03 - "4/20/02" - Pearl Jam

Incluída como faixa escondida no disco de raridades do Pearl Jam "Lost Dogs", essa música começa tocando aos 4 minutos e 20 segundos após "Bee Girl", a última faixa do disco, parar de tocar. Eddie Vedder a gravou com uma guitarra afinada como ukelele no dia em que ouviu a notícia da morte de seu velho amigo. O AIC e o PJ (então chamado Mookie Blaylock) frequentemente faziam shows juntos no início e os membros das duas bandas permaneceram amigos com o passar dos anos. Você consegue ouvir a dor da voz de Vedder quando ele alerta sobre o terror do vício - "It could be you" ("poderia ser você") - e dispara contra todos imitadores de Layne - "So sing just like him / fuckers / It Won't offend him / just me / because he's dead." ("Então cantem como ele / filhos da mãe / Isso não vai ofendê-lo / só a mim / porque ele está morto"). É uma música que realmente parte o coração.

02 - "Wake up" - Mad Season

Essa música do projeto paralelo de Staley, Mad Season, soa quase como se ele estivesse alertando a si mesmo dos problemas que enfrentaria à frente - se forçando a "acordar" (Wake up) e se advertindo   "suicídio lento não é o caminho" (slow suicide's no way to go). Infelizmente, ele nunca conseguiu seguir seu próprio conselho dado nessa lindamente triste canção.

 



 01 - "Black Gives Way To Blue" - Alice in Chains

Facilmente, a música mais comovente, marcante e linda inspirada pela vida de Layne foi escrita pelo seu colega de banda e amigo de londa data, Jerry Cantrell.

"Black Gives Way To Blue" foi utilizada como faixa-título do álbum de retorno dos membros remanescentes do AIC, em 2009. Jerry até recrutou Elton John para tocar piano na emocionantemente carregada despedida. O guitarrista sempre teve um jeito de compor da perspectiva de Layne de um modo infelizmente profético. Essa música foi a primeira retrospectiva que ele escreveu sobre Layne, e talvez a música mais poderosa que ele já compôs em sua carreira.
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...