quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Garotas no Vocal: Babes in Toyland


Seguindo na série de garotas no vocal, vou dar uma relembrada na discografia da banda Babes in Toyland.

Babes in Toyland assim como o Bikini Kill,é uma banda pouco conhecida pelo grande público, mas nem por isso é ofuscada , já que a banda mesmo com pouco tempo de duração e pouco material lançado é talvez a banda mais original e forte dos anos 90, com muito peso e distorções de dar inveja a muito marmanjo e com charme kat  Bjelland causo a destruição sonora,  dificil de ver hoje em alguma banda e mesmo no passado nada foi selvagem e pesado como a banda.

Spanking Machine : O inicio

 o álbum de estréia  da banda Babes in Toyland ,  foi lançado em 1990. O título de trabalho do álbum foi "Spanking Machine ", que mais tarde acabou se tornando a música de abertura do álbum. 


O álbum foi gravado e produzido por Jack Endino (músico/produtor) um dos mito grunge de Seattle, foi lançado em abril daquele ano.

"Boy Dust" foi o primeiro e único single a ser lançado do álbum, lançado como no disco de grupos da gravadora Sub Pop junto com Nirvana, Ted, MudHoney e outros. 

Speaking Machine, recebeu críticas positivas,  Mark Deming do allmusic disse:
" soa como o modelo para a música que  [Courtney] Love fez durante  o primeiro disco da Hole [...]  Spanking Machine é um trabalho mais convincente e emocionalmente poderoso [de] Kat Bjelland são canções boas "

Outras bandas interessadas na cena musical underground,  mais notavelmente os integrantes do Sonic Youth,  eram fãs do álbum, tanto que Thurston Moore convidou a banda para tocar na turnê do Sonic Youth Europeia de 1990, para promover seu último álbum, "Goo ". 

A banda também se apresentou ao lado de Sonic Youth em 1991 do Festival Reading , que foi documentado por Dave Markey  no documentário musical, de 1991: the year Punk Broke 



Fontanelle: Selvagem e furioso
Depois da turnê, em 1991 com o Sonic Youth, a banda entrou em estúdio pela segunda vez para gravar Fontanelle.

O segundo álbum de estúdio da banda  e o primeiro em uma grande gravadora, seguindo as teias do punk rock , a baixista Leon Michelle deixou o grupo em dezembro de 1991, pouco antes da gravação de seu segundo álbum, devido à morte de seu namorado, Joe Cole( Como citei na primeira parte Cale foi assassinado, ao sair de um concerto da Hole) .

Maureen Herman foi recrutado como sua substituta. foi lançado em 11 de agosto de 1992, co-produzido por Lee Ranaldo do Sonic Youth.

 A foto da capa,è uma imagem de uma boneca nua em frente a um espelho, do fotógrafo Cindy Sherman .

A banda explicou o nome do álbum como referindo-se ao ponto macio na parte superior do crânio de um bebê, bem como a uma fonte pouco utilizada por fadas.

É também o nome de um mago consultado por Gilles de Rais , o assassino da vida real que inspirou o conto de fadas " Barba Azul ".

Como bem se nota a infancia e a feminilidade sempre foi algo bem visivel na banda.
 
È tavez um dos poucos registro da banda ao vivo.

Depois da turnê, em 1991 com o Sonic Youth, a banda entrou em estúdio pela segunda vez para gravar Fontanelle, o segundo álbum de estúdio da banda  e o primeiro em uma grande gravadora, seguindo as teias do punk rock , a baixista Leon Michelle deixou o grupo em dezembro de 1991, pouco antes da gravação de seu segundo álbum, devido à morte de seu namorado, Joe Cole( Como citei na primeira parte Cale foi assassinado, ao sair de um concerto da Hole) .

 



Asa canções de destaque são "Bruise Violet " uma declaração de paixão e ódio a garota infernal Courtney Love na letras diz: "você vê as estrelas através de olhos brilhantes de mentiras / você tem as suas histórias todas destorcidas das minhas".

No entanto, em uma entrevista mais recente Bjelland negou isso, dizendo que em vez "Violet" era o nome de uma musa para ela o "Amor".
O Vídeo da música chegou a ser mostrado na série de tv, Beavis  and Butt-Head.
 
Nemesisters: O sucesso no Mainstream e o fim

Durante os show no festival Lollapalooza, a banda lançou seu terceiro e último EP, "Nemesisters" , em Junho de 1993, que contém  a regravação de uma de suas músicas mais notáveis ​​"She´s my bitch", bem como algumas faixas de Fontanelle.

A banda foi o tema de um livro em1994 traduzido como "Babes in Toyland : A fabricação e venda de uma banda de Rock and Roll" por Neal Karlen, que tratou com a assinatura da banda com a Warner e a gravação de Fontanelle .

Bjelland descreveu o livro como sendo "como uma caricaturas de nós", enquanto Herman outra integrante da banda disse que Karlen "daria um grande escritor de ficção".

A banda também apareceu no documentário de 1995, "Not Bad for a girl".

Em  abril de 1994, Babes in Toyland desempenhou um show beneficente "Contra a Violência Doméstica" com o apoio das bandas:  7 Year Bitch e  L7, no mesmo dia que o vocalista do Nirvana , Kurt Cobain , foi encontrado morto em sua casa em Seattle. 


Em maio de 1995, a banda lançou seu último álbum, Nemesisters .

Apesar de receber críticas mistas, a banda descreveu o álbum como "diversificado", "experimental" e "espontânea" e que a escrita e processo de gravação foi "muito diferente", pois  a banda não estava trabalhando sob pressão.
 
Porém esse foi o ultimo registro dessa talentosa e barulhenta banda.

Quem tiver interessado em conhecer mais a banda e as traduções corretas de suas musicas segue o link ai abaixo :

2 comentários:

  1. Josi,

    Adoro ler os seus posts! Você sabe tudo sobre esse estilo musical. Já pensou em um livro?

    Beijos,

    Lu

    ResponderExcluir
  2. Sensacional, adorei. Essas meninas faziam mesmo um tremendo barulhão, show!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...