domingo, 8 de janeiro de 2012

Dia de Reis: David Bowie e Elvis Presley

                         Desenho do Camaleão do rock
Hoje é um dia especial ao mundo do rock´n´roll, dia do nascimento ou melhor aniversário de dois reis: Elvis Presley e David Bowie.

O primeiro  majestade por excelência e de reconhecimento mundial, o segundo também é tido como um rei, para fãs como eu , que desde minha infância até hoje, tenho a minha vida marcada por sua música, filmes e sua imagem impactante que gerou e ainda gera polêmica.

Me desculpe os fãs do Elvis, sei que muito blogs falaram dele hoje, mas aqui no Anarcolitico deixo a aqui minha homenagem ao "Camaleão do rock"  David Robert Jones o nosso Bowie, que nasceu em Brixton, Inglaterra em 8 de janeiro de 1947, com inumeros albúms lançados, vendeu mais de 136 milhões de álbuns ao longo de sua carreira e personagens inesqueciveis, marcou a história do rock, vestiu vestidos, usou maquiagem, causo mas acima de tudo fez uma boa musica. 

A apelido de "Camaleão do Rock" veio pela sua capacidade de sempre renovar sua imagem em personagens que marcaram, como o conhecido Ziggy Stardust.

Bowie  tem sido uma importante figura na música popular há mais de cinco décadas e é considerado um dos músicos de rock mais inovadores e originais e um dos mais influentes de todos os tempos, sobretudo por seus trabalhos musicais na decada de 70 e 80, além de ser considerado uma das 5 vozes mais bonitas da musica no mundo.

Com um vocal característico e uma obra reconhecida pela sua profundidade intelectual.

Musicalmente, Bowie também tem sido muito influente. The Man Who Sold the World (1970), por exemplo, influenciou elementos do goth rock, darkwave e da ficção científica de bandas: Siouxsie and the Banshees, The Cure, Gary Numan, John Foxx e Nine Inch Nails.

durante os fim dos anos 80
Se hoje vemos Lady Gaga, Rihanna, vimos Madonna que usam e usaram uma imagem impactante e visual androgino, deis graças a Bowie, todas, digo, todos os artistas da musica Pop e também alguns do rock tem influência na imagem e musica do Camaleão Glam.
Artistas como: Brandon Flowers do The Killers e Marilyn Manson já assumiram-se fãs e influenciados por Bowie.

Seus albuns musicais, são incontáveis , vão desde 1968, com influencias do Jazz e ReB, até 2003, além das inumeras copilações. 

 Mas dando um destaque para aqueles que queiram conhecer, dou enfâse aos álbuns:
  • The Man Who Sold the World de 1970.

Kurt Cobain citou esse álbum em 45º lugar na sua lista de 50 discos favoritos.

Em 1993, o grupo grunge regravou sua faixa-título no MTV Unplugged in New York.

  • Hunky Dory de 1971 (os dois álbuns do inicio de sua carreira.)

O segundo citado é um álbum conceitual que falava de um travestir de cabeça raspada, com musicas qeu falam das estrelas pop da epoca como Bob Dylan, Syd Barrett, Lou Reed e Andy Warhol.
A capa do álbum também é um tanto curiosa, passando pela faixa do disco " Queen Bitch", Bowie chegou a sessão de fotos para a capa do disco, agarrado a um álbum de fotos de Marlene Dietrich, que deu vida a uma antiga rainha do cinema.

É neste álbum também que se encontra a jóia máxima "Life on Mars?" a letra que deveria ser "My Way" de Sinatra, e como diz  o poeta : "Uma canção que não se parece com nada deste planeta"

Posso dizer que foi esse álbum que o trasformou em uma estrela na Inglaterra.

Pleno ano de 1972 em uma cena musical marcada pelo glam rock, de acordo com vários críticos Bowie criou o gênero ao lado de Marc Bolan(T.Rex).
Bowie cria seu alter ego extravagante e andrógino "Ziggy Stardust", presente no álbum "The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars". 

Seu impacto na época foi um dos maiores cultos já criados na cultura popular.
Em 1973, lançou o disco Aladdin Sane que lhe deu fama além da terra de gales, o levou aos EUA e ao mundo.

A vida curta da personagem Ziggy o revelaria apenas uma das muitas facetas de uma carreira marcada pela reinvenção contínua, pela inovação musical e pela apresentação visual.

Como escreveu o seu biógrafo David Buckley, "ele penetrou e modificou mais vidas do que qualquer outra figura comparável."

Não só na musica mas Bowie, teve grande importancia em movimentos como a libertação gay e a recriação de uma nova juventude independente, introduziu novos modos de se vestir na cena musical.

Ziggy Stardust seu mais famoso personagem
A visão de Buckley é a de que Bowie foi um músico preocupado em quebrar tabus, escreveu: "talvez seja verdade que Bowie nunca foi gay, e nem sempre foi um bissexual ativo... o que ele fez, de vez em quando, foi experimentar, de tempos em tempos, mesmo que sob o intuito de curiosidade e ingenuidade e de ser transgressivo, antinormativo."

Após a era do glam rock, Bowie lançou álbuns como Diamond Dogs (1974), cujo som pesado e temática de caos urbano antecipava a revolução punk de bandas como The Germs e Sex Pistols que tomariam espaço nos anos finais da década de 70.

David Buckley escreve: "Numa época em que o punk rock reclamava de uma canção de três minutos num concerto de desafio público, Bowie quase que completamente já havia abandonado a instrumentação tradicional do rock."

Em 2002, numa pesquisa popular da BBC chamada 100 Greatest Britons ("Os 100 Maiores Britânicos"), ficou em 29º lugar.

Em 2004, a revista Rolling Stones, consultando críticos e especialistas na área musical, classificou-o na 39ª posição em sua lista de 100 Maiores Artistas do Rock de Todos os Tempos, e na 23ª posição na lista de melhores cantores de todos os tempos.

 Em 2010, Bono Vox do U2 declarou: "O que Elvis foi para os Estados Unidos, Bowie foi para a Inglaterra e Irlanda. Uma completa mudança de consciência".

Vida longa a Bowie que junto com Neil Young e tantos outros tiveram a oportunidade de acompanhar e vivenciar a historia do rock desde seu inicio, até hoje.

Meus parabéns a ele e a Elvis que viveram eternamente em nossas mentes e em nossos MP3 :)








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...