terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Anarquistas: Os inimigos do Estado Ontem e Hoje




" TOMAMOS O NOME ANARQUISTAS LIBERTÁRIOS PORQUE SOMOS INIMIGOS DO ESTADO"

Hoje vou falar do um movimento anarquista segundo minha visão impírica e histórica.

 Em busca de um sonho de liberdade que não seja essa falsa liberdade estampada na atual sociedade que vivemos.
 Os primeiros anarquista que vieram para o Brasil de nada tinham haver com movimento punk, skinheads ou qualquer outro seguimento, eram trabalhadores que vieram para esse pais em busca da "vita nuova" e o que encontraram por aqui foi totalmente ao contrário do que era especulado lá fora na época do turbilhão de guerras como a 1° Guerra Mundial e demais.

Porém esses anarquistas trouxeram uma herança valiosa e que talvez nem todo mundo sabe ou até esquece que é: A lutar pelos nossos direitos!

revolta operária
No inicio do séc. 20 o Brasil era o centro dos imigrantes em busca de trabalho e fuga das perseguições fascista que ocorriam na Italia e em paises como Espanha e Alemanha.

Além de Alemães muitos latinos.*(como bem se nota a grande presenças destes em todas as regiões deste pais), logo empregaram-se em fabricas e fazendas do interior de São Paulo sem deixar as ideias que trouxeram de sua terra natal.

Ideias que eram difundidas entre os trabalhadores, explorados como já sabemos por seus senhores, através dessas ideias que eram difundidas de operárioa operário, mais e mais, os trabalhadores frequentavam os sindicatos anarquistas , escolas e teatro que ensinavam a maneir anarquica e sem o abuso de poder.

Se analisarmos: trabalhar para um patrão, obedecer as leis e o governo e lógico, confessar nossos pecados ou paga o dizimo que garantirá nosso lugar no céu, naum parece uma forma de liberdade não é mesmo então porque as pessoas aceitam?Acenitam ser mandadas por outro ser?
O pricipal veiculo de comunicação na epoca era jornais, como "A plebe" e panfletos que circulavam entre os trabalhadores nas fabricas de operário a operário.
E muitas vezes escritos em italiano, os ideais anarquista criados pelo povo e não pelo Estado.

Em 1907 eclodiu a primeira greve Geral da História do Brasil, onde diversos operários paralisaram seus serviços e reivindicaram seus direitos  por uma menor jornada de trabalho e boas condições de trabalho.

A repressão foi a policia invadir a Federação dos trabalhadores e ir em embate com o povo protestante da greve, apreender documentos e militantes . 

E com a força o governo usou a extradição como forma de punir os estrangeiros envolvidos na revolta.

Cerca de 130 trabalhadores foram expulsos do Brasil, lembrando que alguns desses vinham fugidos de perseguições em seus paises e com a volta o que lhes aguardava era a morte....

Os trabalhadores que ficaram não desanimaram e em 1917,  cerca de 15 mil operários de vários setores paralisaram e organizaram uma passeata e novamente o que o Governo lhes deu foi um ataque ofencivo da policia aos militantes, avançou sobre a mutidão e com cavalos  e atirou contra os trabalhadores, matando o operário anarquista Antonio Martinez.  

O assassinato revoltou ainda mais os trabalhadores que agora viam o que o Governo, que dizia defender o povo, estava  oprimindo e abafando seus gritos por uma vida digna.

Eclodi então a greve Geral com 45 mil pessoas paradas no estado de São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraná, com fabricas depredadas e ocorrência de diversos conflitos com a policia.

Os trabalhadores lutaram por seus direitos e foram atendidos tendo um aumento garantido de 20%, mas novamente estrangeiros foram expulsos do Brasil, e escolas anarquistas foram fechadas e proibidas em 1920. 

Com as ideias Socialistas que ganhavam força por causa da Revolução Russa no mesmo periodo e a revolução de 30 com Getulio no poder, os anarquista foram esquecidos e suas ideias deixadas de lado pela grande maioria que via agora solução com as ideias Socialistas e Comunistas.

Os sindicatos  anarquistas  foram absorvidos pelo estado e tornaram-se orgãos oficiais que não vão contra o governo mas que concilia o que é bom para ambos e bem vemos que acontece nos dias de hoje!

E no Brasil um pais Ditatorial e autoritário os sonhos libertários foram praticamente extintos, porém ainda sobrevive em uma pequena parcela que vai a lutar e sonha um dia ver o Estado ruir assim como sonhava lá no sec.19 Bakunin e tantosoutros anarquistas libertários.
De que forma os anarquista de hoje sobrevivem ?

A maneira que o anarquista vive hoje é um tanto diferente dos de lá de trás, para o governo não oferecemos perigo, já que o numero de anarquista é pequeno aqui no Brasil, a maneira que encontramos paar difundir o conhecimento é levando os ideais anarquistas aos jovens e pessoas a que mostre interesse ou curiosidade de conhecer, assim diceminando cada vez mais o anarquismo.

 O que se observa é cada dia mais um crescente interesse pelos ensinamentos e modo de vida anarquista e esse se enserindo em movimentos de lutar e de oposição ao poder.

Apesar da passividade o movimento anarquista ainda vive, as pessoas usam seus conhecimento e aplicam em suas vidas, gerando assim, uma nova visão e uma nova sociedade, onde um respeita o outro e luta pelo que acredita :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...