quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Quadrinhos no cinema:Tintim

2012 chegando e com ele otimos filmes,

Foram precisos 82 anos para que Tintim saísse dos quadrinhos para a tela  dos cinema.
Em novembro de 2002, a Dreamworks comprou os direitos cinematográficos de toda a série. 

E a direção fico nas mãos de duas lendas do cinema: Peter Jackson, diretor da série “Senhor dos Anéis”(E de o Hobbit que tem estréia prevista para o fim de 2012) e Steven Spielbeg, que dispensa apresentações né verdade, a série vai ser  uma trilogia adaptada das histórias, a ser realizada em computação gráfica e motion capture, segundo Spilberg uma dos melhores em 3D. 
 O diretor do terceiro filme ainda não foi anunciado. 

O personagem  Tintim, foi criado em 1929 pelo belga Georges Prosper Remi ou simplesmente Hergé. É um repórter e viajante bem jovenzinho, que cruza o mundo se metendo nas aventuras mais malucas e exóticas, sempre ao lado do seu cachorro Milu.
Jackson, tintim e Spilberg o que esperar desse power trio?

A história em quadrinhos que teve um total de 27 Edições, foi adaptada para versões animadas, para o teatro e também para o cinema. 

As séries são uma das histórias em quadrinhos européias mais populares do século XX, sendo traduzidas para mais de 50 línguas e tendo mais de 200 milhões de cópias vendidas.

As séries de histórias em quadrinhos são há muito admiradas por seus desenhos claros e expressivos, O autor emprega enredos bem elaborados: Com elementos de fantasia, mistério, espionagem e ficção científica.
Nas séries de Tintim caracterizam-se pelo humor em cenas de ação, o que equivale em alguns álbuns posteriores à sátira e comentários de cunho político-culturais.

A obra é objeto de polêmica, em grande parte graças à várias reedição das aventuras, que foram concebidas há muitos anos, em um contexto inteiramente diferente. 

Ator que faz Tintim, Jamie Bell
Já se acusou Hergé de propagar em seus álbuns violência, crueldade para com os animais, pontos de vista colonialistas, rascistas e até mesmo fascistas, foi acusado também de suposta misoginia, dado que quase não aparecem mulheres na série. 

Essas acusações se referem apenas a aspectos pontuais, não podendo-se dizer que sejam pontos de vista predominantes da série. 

Nesse sentido, há uma certa "lenda negra" de Tintim, devido ao fato de Hergé ter publicado algumas histórias em um jornal aprovado por nazistas, o Le Soir, durante a ocupação alemã na Bélgica.

Tintim marcou a juventude de muita gente. 

Mas, curiosamente, não a de Steven Spielberg. 

Em entrevista em Londres à repórter Cecília Malan, ele contou: "Os livros de Tintim nunca saíram nos Estados Unidos. Quando lancei meu filme 'Os Caçadores da Arca Perdida', um crítico francês disse que parecia Tintim.

Mas eu nem sabia o que era! Aí comprei os livros, em francês mesmo. Devorei! E sabia que um dia faria um filme com ele". Steven Spielberg comprou uma parte sobre os direitos autorais de Tintim pouco antes da morte de Hergé, em 1983. 

Entretanto, naquele momento era incerta uma adaptação de Tintim para o cinema, já que Hergé recusara-se a assinar qualquer contrato.

O dia chegou quando Spielberg entrou em contato com Peter Jackson, que é da Nova Zelândia e adorava que Tintim desde criança. 

Jackson dominava a técnica que Spielberg queria usar: a chamada ‘captura de movimento’, em que se usam atores humanos com uma roupa especial, depois tudo é processado e vira animação. 

Peter Jackson explica: "O estilo gráfico de Tintin marcou o século XX. Usar a captura de movimento é um jeito de manter esse DNA intacto. Num filme normal, a gente nunca encontraria, por exemplo, um ator que fosse idêntico ao personagem Tintin"..


No enredo da série que passara no cinema,  junta três histórias diferentes, Tintin descobre, dentro de um navio em miniatura, o mapa de um tesouro. 
Para variar, cruza o planeta passando altos perrengues.

Será que os milhões de fanáticos por Tintim vão curtir? 
Steven Spilberg está confiante: "Olha, o filme funcionou com o Peter e comigo. E, quando o assunto é Tintim, acima de tudo, nós somos fãs!"

Quando o longa metragem estrear, mês que vem, os Tintin maníacos brasileiros vão poder dizer se concordam ou não com o diretor :)










Fontes
revista Aventuras na História
pt.wikipedia.org
www.televisãogazetaweb.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...