terça-feira, 1 de novembro de 2011

On the Road, rastros de Kerouac




Em tempos onde quem predomina é a internet e tantas outras tecnologias, ainda é comum o desejo de publicar um livro impresso, que seja lido, refletido e até debatido, por pessoas intelectuais é o sonho de qualquer pessoa apaixonada pelo universo das letras e o mundo dos livros.

O mesmo aconteceu, lá atrás com Jack Kerouac, um jovem vivendo nos anos 50 e pré 60 que queria fazer algo diferente, ou no minimo algo além da sua vida pacata, e fez, "On the Road", um dos livros mais importantes da literatura americana, além de icone da cultura pop norte americana e mundial.

A historia do livro que agora passa a ser filme é sobre dois jovens que  viajam pelos EUA, Sal Paradise e Dean Motiaty, que sem nada além do gosto pela aventura, encontram no caminho, sexo, drogas, musica e tantas coisas que só lendo o livro para também viajar chocar-se e conhecer a America e seus filhos da decada de 60.

O mais legal porém em On The Road é que o lema "america way of life" que era totalitário na epoca para nosssos aventureiros não existe, assim o que temos é um livro com a verdade nua e crua goste quem gosta.

È um grito jovem de contra cultura e da Geração 60, mais conhecida como a Geração Beat, vinda de um grupo de escritores americanos e pessoas da midia, com temas anarquistas, inconformismo, influenciados pelo Surrealismo e o Existencialismo, que não cultivava os mesmo valores de seus pais (lembrando que nessa época os EUA estava em terrivel conflito com o Vietnã).

O nome do novo movimento foi dado por Jack para descrever os jovens inconformados com seus pais e os rumos que a sua politica os levava, Infelizmente Jack faleceu em 1969, devido a sua forma de viver intensamente e creio que ele não se arrependeu de tudo que fez.



Como disse o proprio Kerouac:

A estrada é a vida!"



Neal Cassady com seu companheiro Jack Kerouac

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...