terça-feira, 26 de julho de 2011

Batman : Grandes momentos do Heroi

quem gosta de Batman então se prepare para dar uma volta nas sagas e momentos mais importantes desse clássico dos HQs e do Cinema, claro.

 Breve Retrospectiva dos Quadrinhos

Desde que os quadrinhos se massificaram pelo mundo afora , sempre teve casa e pilar principal os grandes jornais como, EL Mundo, que era publicado Mafalda de Quino e as bancas de revistas onde as tirinhas sempre tiveram um lugar e sempre foram mais populares, hoje são mais encontradas em blogs e sites ou seja, ganharam mais  lugar no mundo virtual que em publicações.mas a queda da popularidade dos quadrinhos é inegável e sua compra então , nem se comenta.

Os quadrinhos vem perdendo a importância nas prateleiras de leitores , sendo que o principal sucesso comercial que resiste é o mangá a exemplo da turma da Mônica que agora vem nessa versão nippon..

Criação

O homem -morcego foi criado por Bob Kane que entrou no mundo dos quadrinhos em 1936, publicando sua própria revista junto com seu amigo Bill Finger e juntos desenvolveram o combatente do crime: Bat-Man .

Bob e sua celebre criação
Logo ganhou inumeros fãs afinal era tido como original na época onde os heróis na maioria eram de forças sobre naturais e de outro mundo...
A primeira aparição ocorreu na revista " Dectetive Comics" nº 27.
Bob escreveu as histórias de seu personagem nos anos 40 e com ajuda de outros colaboradores que nunca ganharam créditos nas revistas publicadas, deixando o amado Jerry Robinson( criador do Coringa ) que mesmo contribuindo e ajudando só passou a receber os créditos a partir dos anos 60 ou seja 20 anos depois ...esse Bob..Nos dias de hoje vem o nome dele apenas como o criador do personagem e os quadrinhistas recebem seus detaques pelas histórias que inventam para o personagem.
Nessa mesmas epoca o nome de Bob não passou mais a sai nas publicações do Batman já que as histórias eram feitas por vários outros quadrinistas.

E assim passando a ser uma obra de vários colaboradores incluindo o aclamado Alam Moore ( Watchman).

Vamos as sagas do homem morcego...

Origem de alguns personagem e momentos marcantes na vida de Wayne ano pós ano :


DR. Thomas Wayne e sua esposa Martha são mortos no Beco do crime ao saírem de um cinema de Gotham.
O assassinato é presenciado pelo filho do casal  Bruce Wayne que fica traumatizado com a cena.

A mãe de Selina Kyle comete suicídio o pai se entrega ao álcool e pouco depois morre.
Dez anos após a morte de seus pais Bruce embarca em uma viagem ao redor do mundo.

Ao mesmo tempo em que frequenta universidades europeias, passando a receber treinamentos em artes marciais e lutas corporais e diversas habilidades.

No primeiro ano de Batman, Selina coloca fantasia de Mulher Gato e se torna felina fatal.

Depois de cair em um tonel cheio de substancias químicas enquanto fugia de Batman , um comediante fracassado emerge na cena do crime como Coringa, O príncipe palhaço e o maior inimigo do Batman, O Cavaleiro das Trevas.A historia da origen e da vida do Coringa está na revista A piada Mortal o maior classico do Batman e Cia.

No segundo ano Os Grayson Voadores, trapezistas do Circo Haly são assassinados pelo Chefe Zuceo, um poderoso chefão e gangters de Gotham. O filho dos artistas , Dick é adotado por Bruce.

O tenente Gordon é promovido a capitão.

No terceiro como Batman Bruce treina Dick arduamente e o jovem assume a identidade de Robin, O menino Prodígio e  o parceiro de Batman.

No quarto ano Robin entra para a Turma Titãs junto com Moça Maravilha irmã da Mulher Maravilha, KId Flash e Ricardito e é eleito o Líder da equipe .

Quinto ano Barbara Gordon a filha do Comissario Gordon , veste o uniforme de Batmoça pela primeira vez.

Sexto ano:Dick Grayson desiste de ser Robin e muda para Asa Noturna.
No sétimo ano, o órfã Juvenil  Jason Todd é adotado por Bruce e após o treinamento assume o lugar de Robin, Barbara deixa de ser a Batmoça e passa a atuar como oraculo depois de levar um tiro na espinha por coringa e ficar aleijada um momento decisivo na vida da garota de seu pai  Gordon.

 Depois de um árduo treinamento com armas e em artes marciais Helena Bertenelli se torna a Caçadora.

Perseguindo o Coringa pela África, jason Todd é capturado e morto pelo vilão de forma cruel.(Morte do Robin).
Bem esse é um momento na vida do homem morcego que realmente é tocante e difícil até para nós que acompanhamos a vida do Cavaleiro das trevas afinal é a maior perda desde a morte do Casal Wayne para nosso Herói.
No Nono ano de Batman Jean-Paul Valley se transforma em Azrael, O anjo Vingador de Ordem de São Dumas , depois que seu pai , O Azrael anterior é assassinado.Ou seja esse é o Batmam mais vingativo e mal nas questões de violencia




A Queda do Morcego:

morte de Robin
O criminoso Bane liberta  os presos do asilo Arkham , levando Batman a uma caçada mortal e suicida para capturar todos os fugitivos.

Em seguida o vilão monta uma cilada para o Cavaleiro das trevas na mansão Wayne e quebra a coluna do herói.

Jean Paul valley assume como batman e se torna o justiceiro louco e violento.Alfred Pennyworth prefere deixar de trabalhar para Bruce do que ver seu patrão e amigo se deteriorar.

Bruce volta a reassumir  como Batman depois que a Dra. Shondra Kin Solving cura sua paralisia.

Para resolver problemas pessoais , Bruce Wayne coloca Dick como Batman por algum tempo e posteriormente retorna para Gotham City e volta a ser Batman porém com um visual mais sombrio.

Milhares de cidadãos de Gotham morrem quando uma praga de Virus Ebola é lançado na cidade , Batman Robin, Assa Noturna, Azrael e Mulher Gato vasculham a cidade  atrás da cura para a epidemia. Robin contrai o virus e quase morre antes de Azrael encontre uma cura para salva-lo.

A Piada Mortal: Uma Obra pra fã nenhum botar defeito

 Escrita por Alan Moore  e ilustrada por Brian Bolland , com cores de John Higgins.
Um dia pode mudar tudo, assim como pra Batman, Coringa e pra qualquer pessoa e esse é o foco dessa obra.
Até então, o Coringa era um homem sem passado. Nada se sabia da vida do Palhaço do Crime antes dele aparecer em Gotham City cometendo suas atrocidades e atormentando a vida de Batman.

A obra de Alan Moore(Watchman) em parceria com Brian Bollard, trata não só de criar uma origem, e conseqüentemente, uma dimensionalidade maior ao personagem dando maior enfaze no personagem mais odiado por Batman.
A partir daquele momento, o Coringa deixa de ser o vilão maniqueísta que até então fora, para se tornar um personagem mais humanizado, de forma que quase dá pra entender o porquê dele ser quem é e fazer o que faz essa obra é especial para todos que são fã do palhaço do crime...

Coringa estava preso e Batman vai ao Asilo para visitar o Coringa, tentar conversar com o Palhaço do Crime e colocar um ponto final na longa história de ódio que existe entre esses dois homens.

Para a surpresa do Homem Morcego, no entanto, o Coringa fugiu do Arkham e colocou outra pessoa em seu lugar. Quando descobre o ocorrido, Batman sai atrás do vilão ai começa mais uma caçada mortal com perdão do trocadilho.kkk.
Bem não vou estragar a história contando aqui não é verdade...

Em 1989, A piada mortal foi agraciada com os mais importantes prémios da Indústria de Quadrinhos, o Will Eisner Awards de melhor escritor, desenhista e álbum gráfico, e o Harvey Award  de melhor história, álbum gráfico, desenhista e colorista.

É ou não é uma obra que não deve faltar para os amantes da aventura do Herói...


















sexta-feira, 22 de julho de 2011

Ramones e Covers (Atualizado)





* Texto publicado originalmente no "Pipoca e Nanquim" por Daniel Lopes

Uma das coisas mais legais para se fazer quando você curte uma banda é descobrir quais são as influencias dela para fazer tal som, parece ser essencial para muitos saber quem são os ídolos dos seus ídolos e isso fica muito evidente quando a banda faz covers em algumas ocasiões para homenagear aqueles que são suas referências musicais e isso acaba abrindo portas para se conhecer novas, ou melhor, velhas bandas e ampliar a número de discos para comprar.

Um grupo que sempre fez muitas versões, sendo estas muitas vezes até mais famosas que as originais, foi o RAMONES, que inclusive gravaram um álbum, o Acid Eaters (1993), só com releituras de alguns clássicos (ou não), entre eles The Who, Creedence, Bob Dylan, Rolling Stones, Beach Boys…

No caso, esta matéria, aborda apenas as músicas de outros discos, pois às vezes nem se sabe que a música não era de autoria de um dos Ramones.


Música: Let’s Dance (gravada no álbum: Ramones, 1976)

Artista original: Chris Montez

Montez gravou em 1962 o single “Let´s dance” influenciado pelo sucesso de Ritchie Valens e por sua herança latina, era filho de mexicanos, com esse som ele conquistou o quarto lugar da Billboard e o segundo lugar nas paradas inglesas. Não conseguiu muito mais que isso,  fora ter tido uma briga, com direito a soco na cara, com John Lennon em um bar em Londres, quando este derrubou uma garrafa de cerveja na cabeça de Montez, que claro, ficou puto.


Música: Surfin’ Bird (gravada no álbum: Rocket to Russia, 1977)

Banda original: The Trashmen


The Trashmen foi formado em 1962 e era basicamente um grupo de Surf Music com elementos de rock de garagem. Quando gravaram o insano hit “Surfin` Bird” em 1963 obtiveram sucesso quase imediato, chegando ao quarto lugar da Billboard. Além dos Ramones essa canção também foi gravada pelos Beach Boys (olha eles ai outra vez), The Cramps e Sodom, só por curiosidade, ela também é tocada em “Nascido para matar” de Stanley Kubrick.



Música: Do You Wanna Dance? (gravada no álbum: Rocket to Russia, 1977)

Artista original: Bobby Freemam


Bobby Freeman  é um  cantor Soul afro-americano. A música “Do You Want To Dance?” gravada em 1958 quando tinha apenas 17 anos e foi seu maior hit, foi gravada também pelos Beach Boys (uma das maiores influencias para os Ramones). Em 1964 também emplacou o hit “C’mon and Swim“. Após esses dois sucessos a sua carreira deu uma esfriada, mas continuou a excursionar até o ponto de se apresentar em clubes de striptease para se sustentar.


Musica: California Sun (gravada no álbum: Leave Home, 1977)

Banda Original: The Rivieras


Álbum: Let’s Have A Party (1964)

The Rivieras só tiveram um único grande sucesso, que foi a música em questão, que no ano de 1964 chegou a ficar em quinto lugar na Billboard. Lançaram apenas dois álbuns, Let’s Have A Party (1964) e Campus Party (1965).

Música: Needles And Pins (gravada no álbum: Road to Ruin, 1978)

Banda original: The Searchers


Álbum: The Searches (coletânea com 84 músicas)

The Searchers é uma banda de Liverpool, que participou da chamada invasão britânica, seu ápice aconteceu entre 1964 e 1965, nesse período lançaram seus maiores sucessos, entre eles “Sweets for my sweet“, “Needles and Pins“, “Don’t throw your love away” e “Love Potion nº 9”.

Música: Come On Let’s Go (gravada no álbum: Rock ‘N’ Roll High School, 1979)

Artista original: Ritchie Valens


Álbum: The Best Of Ritchie Valens

Ricardo Steban Valenzuela Reyes, mais conhecido como Ritchie Valens  era descendente de mexicanos, nascido no subúrbio de Los Angeles. Seu grande sucesso foi a canção “La Bamba“, que anos mais tarde nomearia um filme sobre sua vida, outras músicas suas que alcançaram as paradas de sucesso foram “Come on Let´s Go” e  “Donna”, Ritchie Valens foi um dos primeiros rock stars latino. A carreira de Ritchie Valens estava em ascendência durante a época Rockabilly. Mas, em 03 de fevereiro de 1959, Buddy Holly, Big Bopper e Valens (com 17 anos) morreram em um trágico acidente de avião. Esse incidente ficou conhecido como “o dia em que a música morreu”.

Música: Baby, I Love You (gravada no álbum: End of the Century, 1980)

Banda Original: The Ronettes


Grupo de garotas formado no início dos anos 60 em NY,conhecidos principalmente por ter trabalhado com o produtor Phil Spector. O grupo era formado pela vocalista Veronica Bennett, sua irmã Estelle Bennett, e sua prima Nedra Talley. Suas músicas mais famosas são  “Be My Baby”, “Baby I Love You“, e “Walking in the Rain“.

Música: I Need Your Love (gravada no álbum: Subterranean Jungle, 1983)

Banda original: The Boyfriends


The Boyfriends surgiu em  1972. A banda tinha como integrantes  Bobby (guitarra, vocais) Paddy (baixo, vocais), Burnie (guitarra, vocais) e Donny (bateria). A banda originalmente tinha o nome The Poppees e contava com Bobby e Paddy na formação e foi uma das primeiras bandas a tocar no lendário CBGB, com isso ficaram amigos de bandas como Ramones, Blondie, Johnny Thunders e Patty Smith e com o contato com essas bandas o som do Poppes começou a se tornar mais pesado, “I need your love” é dessa safra. Quando o Poppes acabou, Bobby e Paddy querendo continuar com o som mais raivoso começaram a procurar outros integrantes para formarem The Boyfriends. A trajetória do Poppes e do Boyfriends é praticamente a mesma, pois ambas sempre tiverem como integrantes principais a dupla Bobby Dee Waxman e Paddy Williams Lorenzo.

Música: Little Bit O’Soul (Gravada no álbum: Subterranean Jungle, 1983)

Banda original: Music Explosion


Álbum: A little bit of soul (1967)

A Banda Music Explosion teve como único hit esta música, que foi um sucesso tremendo durante o movimento chamado Bubblegum.

Música: Time Has Come Today (gravada no álbum: Subterranean Jungle, 1983)

Banda original: Chambers Brothers


The Chambers Brothers é uma banda formada realmente por irmãos, são quatro Chambers: George (Baixo e guitarra), Willie e Joe (Guitarra) e Lester (Gaita) mais o baterista Brian Keenan. Eles lançam em 1967 seu primeiro álbum, que leva o mesmo nome do hit,  “Time has come today”, com ele chegam ao 11# da Billboard em 1968. A primeira versão dessa música era psicodélica e tinha 11 minutos, mas ela também foi editada em um formato mais comercial. O grupo, assim como seus conterrâneos da costa oeste dos EUA, o Sly and the Family Stone, também rompeu barreiras de raça e musicalidade para fazer um som que fundia funk, gospel, blues e psicodelia.

Música: Indian Giver (gravada no álbum: Ramones Mania, 1988)

Banda original: 1910 Fruitgum Company


Álbum: The Best of the 1910 Fruitgum Company: Simon Says

The 1910 Fruitgum Company foi formada em 1965 e gravou em 1968 a música , “Simon Says” sendo esta seu primeiro hit, depois do sucesso deste single gravaram outro chamado “1-2-3 Red Light“. Outra bola dentro foi “Indian Giver” o terceiro hit do grupo, que foi para as paradas de sucesso americana e inglesa. A banda continuou lançando outras coisas, mas nada com a significância das três primeiras músicas. A banda chegou a se apresentar com grandes nomes como Beach Boys, Sly and the Family Stone em alguns festivais e turnês.

Música: Palisades Park (gravada no álbum Brain Drain, 1989)

Banda original: Freddy Cannon


“Palisades Park”  foi escrita por Chuck Barris e se tornou um sucesso com Freddy Cannon, que gravou a música pela primeira vez em 1962 para o lado B do seu single “June, July and August“, mas quando o disquinho chegou na principal rádio da cidade de Flint, Michigan, colocaram erroneamente o lado B para tocar, o pessoal que ouviu adorou a música e acabou que Palisades Park fez mais sucesso que a música do ladoA. Algum tempo depois o Beach Boys regravou essa música e sua popularidade só aumentou.

Música: I Don’t Wanna Grow Up (gravada no álbum: Adios Amigos, 1995)

Artista Original: Tom Waits


Álbum: Bone Machine (1992)

Thomas Alan Waits é um músico multi-instrumentista e ator com uma voz inconfundível. Seu primeiro álbum Closing Time foi lançado em 1973 e começou a abrir alguns shows de ninguém menos que Frank Zappa. A música de Tom Waits é dificilmente rotulada por um único gênero. Em seus álbuns pode se deparar com quase tudo, rock, jazz, folk, country ou diversos outros estilos e ritmos musicais.

Música: I Love You (gravada no álbum: Adios Amigos, 1995)

Banda Original: Johnny Thunders And The Heartbreakers


Johnny Thunders  formou em 1971 com seus companheiros de colégio a banda pré-punk New York Dolls na qual atuava como vocalista e guitarrista, lançou dois álbuns, The New York Dolls (1973) e Too Much Too Soon (1974).  Após sair do New York Dolls, formou a banda Johnny Thunders & The Heartbreakers.

Durante uma viagem à Inglaterra no fim dos anos 80 conheceu Dee Dee Ramone e com ele pretendia montar uma banda, chegaram a fazer alguns ensaios e tentaram gravar um álbum, porém Johnny Thunders estava se afundando cada vez mais na heroína e chegou a roubar um casaco de Dee Dee, que revoltado destriu a guitarra de Thunders e o projeto da banda acabou. Thunders morreu de overdose de metadona e heroína em 1991.

Música: Any Way You Want It (gravada no álbum: We’re Outta Here, 1997)

Banda original: Dave Clark Five


Álbum: Coast to Coast (1965)

The Dave Clark Five foi uma banda de british rock, que conseguiu emplacar alguns hits, entre eles, “Glad All Over“, “Because” e “Bits and Pieces“.O grupo era formado por Dave Clark (bateria), Mike Smith (vocais e teclado), Lenny Davidson (guitarra), Rick Huxley (baixo) e Denis Payton (saxofone, gaita e guitarra). Um fato interessante e incomum dessa banda era que o líder era o baterista Dave Clark, que tocava e cantava com sua bateria posta bem ao centro do palco, deixando os guitarristas e o teclado no canto do palco.

Música: Take It As It Comes (gravada no álbum: Mondo Bizarro, 1992)

Banda original: The Doors


Dispensa maiores apresentações.










sexta-feira, 15 de julho de 2011

Dia de Mafalda...

Todo dia 15 tem Mafalda no Anarcolitico ou uma boa e velha tirinha..por que um bom humor inteligente é o que tenho a oferecer....
A muito o que aprender com essa sabia criatura...Que soube ter palavras e questionamento para tudo ...


quarta-feira, 13 de julho de 2011

Vale a pena ler: Meu coração ferido - A vida e as cartas de Lilli Jahn


Com a Internet e tantos meios de diversão, consumismo e lógico nossas alegria de cada dia a gente até esquece os Genocídios da humanidade , mas e dai já foi a gente vive em outros tempos ...

Pra você talvez isso é besteira mas ignorar a maior chacina da história, o terror nazista dos anos 40 na Segunda Guerra mundial é coisa de gente imbecil e ignorante e ,lógico egoísta .

Tantas guerras ouve no mundo mas essa é uma que marcou pela falta de respeito as diferenças e ao outro.

O livro " Meu coração ferido - A vida e as cartas de Lilli Jahn, relata inicialmente uma vida tranquila e burguesa de uma mulher nos anos 40, em uma tipica cidade de interior  na Alemã pré nazista. Onde famílias judias conviviam com alemães  e eram promissores nos negócios .

Entre os tantos judeus havia Lilli Jahn, medica e casada com um alemão, Ernest Jahn, um homem depressivo e inseguro mas um bom marido, com quem teve 5 adoráveis filhos, tudo ia vem e Lilly era feliz  com sua familia, até a ascensão de Hitler, onde lilly ver-se abandonada por marido e amigos.
O marido de Lilly apaixonasse por outra mulher e tem um filho com ela e abandona Lilly.

Lilly é obrigada a sair de sua cidade e logo depois é presa sem nenhum motivo aparente, e enviada para uma prisão de trabalho forçado, deixando completamente sozinhos os filhos de 3 a 14 anos.

 Apartir da troca de correspodências entre mãe e filhos tem-se uma dolorosa visão de filhos que tentam tirar a mãe da prisão e nem imaginam que a situação é pior ainda de eliminaçãoo de judeus.

De inicio vemos o otimismo de Lilly e de seus filhos, que mesmo em apoio de quase ninguém lutam até o ultimo instante e sofrem sem a mãe.
O livros nos leva a refletir e questionar os valores do que é ser humano. Realmente é valido humilhar, atacar e matar alguém só por ser diferente e ter valores distintos dos nossos ?




As cartas são trocadas até o destino final de Lilly Auschwitz.Além de trazer os relatos diários do avanço nazista é um livro de valor histórico e comovente deixando o leitor em plena Alemã em época de guerra.

"Meu coração ferido",  foi escrito por Martin Doerry, neto de Lilly.
Vale a pena ler, impossivel não se emocionar.





terça-feira, 12 de julho de 2011

Dia Mundial do Rock´n´Roll: Vida longa ao estilo musical mais jovem e rebelde |..|.

Você sabe desde quando se comemora o dia mundial do rock? 

Desde 1985. Foi no Live Aid - festival pelo fim da fome na Etiópia - que o dia 13 de julho ficou conhecido como o dia mundial do rock.

O Live Aid foi um festival que aconteceu simultaneamente na Filadélfia (EUA) e em Londres (Inglaterra) e trouxe nomes como Black Sabbath (com Ozzy), Status Quo, INXS, Loudness, Mick Jagger, David Bowie, Dire Straits, Queen, Judas Priest, Bob Dylan, Duran Duran, Santana, The Who e Phil Collins entre muitos outros. Aliás, Phil Collins tocou tanto em Londres como na Filadélfia, voando num Concorde para chegar a tempo.

Outros festivais com essa mesma consciência social ocorreram na década de 80 como o U.S.A. For Africa, Live Aid, Farm Aid, Hear 'n' Aid, Artists Against Apartheid e o Amnesty International, reunindo sempre grandes nomes do mundo pop e rock. O Live Aid talvez tenha ficado mais famoso, e não é pra menos, arrecadou mais de 60 milhões de dólares que foram doados em prol dos famintos na África. Curiosamente, não foi feito nenhum vídeo, CD, DVD sobre o festival até hoje, muito possivelmente pela grande quantidade de artistas envolvidos no projeto...



Eles voltaram...

voltou oficialmente à ativa foi a senhora Courtney Love e sua banda Hole, também após mais de uma década “de molho”. O retorno aconteceu em fevereiro, na Inglaterra, e posteriormente a banda lançou o álbum “Nobody’s Daughter” eu ovir e digo que é um dos melhore trabalhos da banda desde 1998 um tanto triste, sim mas bem rock´n´roll como só acourtney é.
O retorno de Love tem sido bem recebido pela critica

Considerado um dos precursores do Funk Metal, o Primus também sacudiu a poeira e voltou aos palcos para uma turnê durante o verão do hemisfério norte.

Para os fãs de Heavy Metal, uma boa notícia foi o retorno do grupo Sanctuary, primeira banda de destaque do vocalista Warrel Dane, do Nevermore.

O grupo lançou dois ótimos discos no início dos anos 90, graças ao apoio de Dave Mustaine, do Megadeth.

E por falar em Megadeth, outra boa notícia foi o retorno ao grupo do baixista Dave Ellefson, o músico que mais tempo tocou ao lado de Dave Mustaine.
Ellefson fez parte da formação considerada por grande parte dos fãs como a melhor do Megadeth, que contava com o guitarrista Marty Friedman e o baterista Nick Menza.

Após anunciar o fim do Nine Inch Nails, o inquieto Trent Reznor anunciou a criação de um novo projeto musical, o How to Destroy Angels, formado em parceria com Atticus Ross e Mariqueen Maanding, esposa de Reznor. O grupo lançou em junho o primeiro EP.

O Sepultura  também tem material novo e os infernais do AC/DC o que todo mundo já sabe não é verdade estão ai com um novo DvD de arrassar.

Em maio foi anunciado o retorno de Joey Belladonna ao posto de vocalista do Anthrax. Essa é a terceira vez que o cantor assume o microfone da banda. Belladonna fez parte do Anthrax entre 1985 e 1992, depois entre 2005 e 2007. Resta esperar para ver os frutos dessa nova reunião.

Três anos após a morte do vocalista Kevin DuBrow, os veteranos do Quiet Riot anunciaram que estão de volta para levar adiante o legado da banda com uma nova formação, contando com o vocalista Mark Huff junto com Frank Banali (bateria), Alex Grossi (guitarra) e Chuck Wright (baixo).

Para quem já estava com saudades de Liam Gallagher, o vocalista voltou à tona com sua nova banda, Beady Eye, que traz os ex-integrantes do Oasis, exceto o irmão de Liam, Noel Gallagher. A banda já lançou algumas músicas na internet e o disco de estréia chega às lojas em fevereiro.

A mais recente notícia de retorno que alegrou muitos fãs foi dada pelo System of a Down. Em novembro o quarteto confirmou que em 2011 fará uma série de apresentações pela Europa.
Camisa de Venus

Certamente os fãs brasileiros já torcem para que essa turnê se extenda até a América do Sul.

E aqui no Brasil quem voltou à ativa com toda força foi o grupo Camisa de Vênus, contando agora com o vocalista Eduardo Scott.


A banda fez algumas apresentações para mostrar ao público o novo cantor e agora em 2011 deve trabalhar nas composições para um disco novo.Heh vamos cobrar... afinal o rock Brasileiro anda desmotivado...





Fontes seguras:

http://www.territoriodamusica.com


sábado, 2 de julho de 2011

Mafalda Mafaldinha

Existem em nós um lado bem Mafalda, talvez não em todos mas em boa parte das pessoas que leem e se interessam por politca.

Um lado que se opõe as injustiças dos homens, que não se entrega ao conformismo e a alienção e especialmente que não concorda com politica altoritaria de Ditadura...

E a Mafalda nasceu praticamente numa epoca onde a ditadura Havia se instalado por quase toda a America Latina e no seu pais Argentina, não foi excessão.

Nascida em 1963 para estrelar um comercial de eletro-domesticos  a Mafalda devia ter o nome com M essa era a exigencia que a empresa impunha Quino o idealizaddor e criadro dessa pestinha.Porem a campanha não vingou mas a Mafalda ta ai até hoje..

Logo ganhou inumeros fãs sendo publicada no maior jornal de publicação da Argentina, EL Mundo.

No total são 1.928 tirinhas publicas em 9 anos de piblicação.
Nas tirinhas é facil observa o quadro politico que se encontrava o pais e o mundo em plena guerra do Vietnã, pore ela não se intimidou com isso e questionou o que pode e como pode..Os personagens sempre tem uma ligação com a palavra politica a excessão de Manolito que representa a Econoimia e normalmente engana seus clientes na Mercearia de seu pai, a Tartaruga da Mafalda é a burocracia...lenta!

A amiginha da Mafalda é a Liberdade , pequena, com menos da metade do tamanho dela.

A Mafalda odeia sopa , sabe por que? Quino quis usar a sopa para mostrar seu odio a ditadura. Sopa segundo o cartunista é "uma metafora de autoritarismo militar".



O melhor de tudo é ler e devendar o misterios dessa personagens tão atual e engraçada que conpletaria  nesse ano mais de 40 ano, velhina não é, claro se ainda fosse publicada...












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...